Exames

Endoscopia

A endoscopia é um procedimento utilizado para investigar doenças do esôfago, estômago e duodeno. O exame consiste na introdução de tubos flexíveis pela cavidade oral e anal. A primeira chama-se endoscopia digestiva alta e a segunda, colonoscopia. Por meio desses instrumentos é possível visualizar a mucosa (revestimento interno) do tubo digestivo, realizar uma avaliação detalhada e até pequenas cirurgias e coletar material. 

Com sua evolução, a endoscopia permite examinar ainda as vias biliares e pancreáticas. Entre as doenças que podem ser detectadas por meio do exame está o câncer de estômago, esôfago e intestino grosso.

Durante o exame é aplicado um sedativo intravenoso e em alguns casos usa-se também anestesia local na garganta, a base de xilocaína. Um protetor de boca também poderá ser usado para proteger os dentes do endoscópio.

Após a sedação, é introduzido o endoscópio. A mini câmera irá capturar as imagens que poderão ser acompanhadas pelo médico em tempo real.

A pessoa não sente nenhuma dor devido à sedação. Depois do exame, o paciente deve ficar em repouso por cerca de 30 minutos até passar o efeito do sedativo. É indicado que o paciente esteja acompanhado, pois a sedação o deixará impossibilitado de realizar determinadas atividades ou se locomover sozinho, por exemplo.

O médico deverá recomendar jejum absoluto durante oito a 12 horas antes da endoscopia. Em alguns casos, o paciente será orientado a interromper o uso de medicamentos que diluem o sangue, como aspirinas.

A alimentação permanece normal após a endoscopia.