Ressonância Magnética

A ressonância magnética é um exame que retrata imagens de alta definição dos órgãos, utilizando um campo magnético. Por isso, é importante que o paciente não esteja usando nenhum objeto que possa gerar interferência, como anéis, brincos, óculos, grampos de cabelo, ou qualquer outro objeto metálico. Além disso, pessoas que usam marca-passo ou pinos também não podem fazer a ressonância magnética.

O exame pode durar de 15 minutos a duas horas, dependendo da intensidade da análise.

O paciente que se submete à ressonância magnética deve ter noção de que mesmo o menor movimento da parte do corpo sendo examinada pode distorcer as imagens e comprometer a precisão do exame.

A ressonância magnética é ideal para diagnosticar derrames em estágios iniciais, esclerose múltipla, tendinite, tumores ou infecções no cérebro, medula espinhal ou articulações, visualizar ligamentos rompidos no pulso, joelho e tornozelo, lesões no ombro e ainda, avaliar tumores ósseos, cistos e hérnias de disco na coluna.