sala de vacinas

Vacinas

- BCG (Tuberculose)
- Hepatite B
- Sabin ou Salk (Poliomelite)
- Tríplice (DPT – Difteria, Pertusse ou Coqueluche e Tétano)
- Hib (Haemophilus Influenza B)
- Sarampo
- Catapora ou Varicela
- Tríplice Viral ou MMR (Sarampo, Rubéola e Caxumba)
- Hepatite A

Para facilitar o processo de prevenção de doenças do bebê, crianças, adultos e idosos, oferecer mais conforto e confiabilidade, o Hospital e Maternidade Dois Pinheiros conta com uma completa Clínica de Vacinas, um centro credenciado em imunização. As vacinas disponíveis são produzidas por centros especializados e incluem também as vacinas contra Catapora (varicela), Hepatite A e HPV (vírus responsável por casos de câncer do cólo uterino), disponíveis apenas em clínicas particulares. Todo o material de imunização é armazenado conforme recomendações da Vigilância Sanitária, obedecendo a padrões de higiene e controle de temperatura.

Antes da Vacina

Calendário Vacinal

HPV

A vacina contra o HPV tem por finalidade prevenir o câncer do colo de útero. O papilomavírus humano (HPV) é um vírus que infecta a pele e mucosas e pode causar a doença e verrugas genitais.

Por ano no Brasil são registrados 15 mil novos casos de câncer do colo de útero. Este tipo de câncer é responsável pela morte de 5 mil mulheres anualmente.

A vacina é indicada para meninas de nove a 11 anos de idade que devem receber três doses da imunização. Adolescentes de 12 e 13 anos de idade que ainda não foram vacinadas também devem procurar pela vacina contra o HPV. 

É fundamental completar o ciclo vacinal, uma vez que a menina estará protegida a partir da segunda dose.

A vacina protege contra quatro tipos do vírus (6, 11, 16 e 18). Os tipos 16 e 18 causam em torno de 70% dos casos de câncer de colo de útero.

A vacina tem maior eficácia se for administrada em adolescentes que ainda não foram expostas ao vírus.

A vacina contra o HPV está disponível no Hospital e Maternidade Dois Pinheiros.

MENINGITE B

Entre as doenças que possuem prevenção atualmente, a Meningite B é a mais letal. De cada dez casos, dois são fatais. As meningites bacterianas representam 20% a 40% das meningites e devem ser tratadas com antibióticos e requerem hospitalização em UTI, devido à alta taxa de mortalidade.

A vacina que previne a doença está disponível no Brasil desde maio. O grupo prioritário de imunização inclui bebês com idade entre dois e cinco meses, que devem tomar três doses. Crianças com faixa etária entre seis e 11 meses devem receber duas doses de imunização. Para pessoas com mais de um ano e até 50 anos de idade, a recomendação é de que recebam duas doses da vacina.

Os sintomas da Meningite B podem ser confundidos com os de outras doenças menos graves, como, por exemplo, uma virose. Existe o risco da doença demorar a ser diagnosticada devido aos sintomas em comum com outras enfermidades, como a presença de dor de cabeça, febre e vômito. Se o diagnóstico não for feito logo o paciente pode até perder a vida ou ficar com sequelas graves. Por isso é de suma importância que os pais, uma vez que as crianças estão no grupo prioritário de imunização, e também os adultos em geral se atentem para prevenção e busquem pela vacina.

Entre os sintomas apresentados pela Meningite B estão cansaço, dor de cabeça, vômito, febre, irritabilidade, manchas arroxeadas na pele, sensibilidade à luz e rigidez na nuca.

A vacina, chamada de Bexsero, está disponível no Hospital e Maternidade Dois Pinheiros.